DIAZEPAM 10 COMPRIMIDOS

Modelo: ANSIEDADE- DIAZEPAM
Disponibilidade: Em Estoque
Preço: ¥2.000
Sem Impostos: ¥2.000
Qtd:
    - OU -   Lista de Desejos
Comparar

DESCRIÇÃO DE DROGAS:

Pó cristalino, branco ou branco-amarelado, praticamente inodoro. Exposicón alterada pela luz. 


AÇÃO TERAPÊUTICA:

O Diazepam é um tranquilizante menor, pertencente à classe química dos benzodiazepínicos, equipado com ansiolíca ação, sedativo, hipnótico, anticonvulsivante e relaxante muscular estriado.

 
INDICAÇÕES:

Neurosis, ansiedade, tensão, e psicomotor excitação. Pré e pós-operatório sedativo. O tratamento dos sintomas de abstinência aguda de álcool. Convulsões Adjuvante de curto prazo. Condições espástica e contrações musculares. Hipnóticos, anestésicos e potenciador analegésicos. 


CONTRA-INDICAÇÕES:

Como relaxante muscular é contra-indicado quando há hipotonia muscular e miastenia gravis. Glaucoma em período agudo. Hipersensibilidade ao fármaco. Insuficiência respiratória grave. 
AVISOS: droga indicada apenas em adultos. Utilizar com precaução em pessoas que devem dirigir ou operar máquinas perigosas pela diminuição de resposta. Evite o consumo de bebidas alcoólicas. Não é adequado para o tratamento de pacientes psicóticos. É um anti-depressivo. Precaução em doentes com insuficiência renal, hepática ou disfunção respiratória. O diazepam pode atravessar a placenta, por isso seu uso deve ser evitado durante a gravidez, especialmente durante o primeiro trimestre, uma vez que pode aumentar o risco de malformações congênitas. O uso deste medicamento em mulheres a amamentar pode causar sedação, dificuldade de alimentação e perda de peso no recém-nascido, pois é excretado juntamente com seus metabolitos no leite materno. 
Os pacientes geriátricos ou debilitados são mais sensíveis aos efeitos colaterais. Nenhum potencial carcinogênico. O uso prolongado de diazepam pode causar o desenvolvimento de tolerância e dependência física e psíquica. Pode acontecer de abstinência com a prisão repentina de tratamento prolongado, especialmente altas doses. 
Em tais situações, recomenda-se como medida de precaução, reduzindo progressivamente a dose diária ou, no caso de uma parada brusca, um acompanhamento rigoroso do paciente.

 
EFEITOS COLATERAIS:

Pode provocar sonolência, ataxia, dor de cabeça, tonturas, hipotensão, visão turva, diplopia, retenção urinária, incontinência urinária, depressão mental, alteração da libido, tremor e confusão, distúrbios que são exagerados em pacientes idosos ou debilitados, pode causar depressão respiratória em pacientes com doenças pulmonares crônicas. Às vezes, reacções paradoxais foram observados na forma de excitação mental ou irritabilidade. Outros eventos: mudanças na salivação, náuseas, prisão de ventre, urticária e erupções cutâneas. 
Todos os problemas desaparecem com a remoção do medicamento ou diminuir a dose. 
Interações: O efeito do diazepam é potencializado pelo uso concomitante de álcool e outros depressores do SNC ansiolíticos e hipnóticos como outras drogas, antipsicóticos, anti-histamínicos, analgésicos opióides e antidepressivos tricíclicos. Outras interacções: carbamazepina, levodopa, cimetidina, e ácidos · Anti-hipertensivos. Isoniazida e rifampicina. 
DOSAGEM: De acordo com a condição e resposta clínica. 
USUAL DOSAGEM DE ADULTOS: Um comprimido de 5-10 mg. duas ou três vezes ao dia. 
DOSAGEM GAMA: 2-10 mg. quatro vezes por dia. 
OVERDOSE: SINAIS: sonolência grave, confusão contínua. Inquietação, dificuldade de respiração, batimentos cardíacos lentos. Fala contínua arrastada. Fraqueza grave.

 

 

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Copyright 2014 naturalfarmashopping.com. Design By